sexta-feira, março 02, 2007

Coluna lombar neutra ou deslordosada?

Uma das questões mais relevantes das temáticas do tratamento das raquialgias e da reeducação postural centra-se no tipo de posição que devemos manter ao nível da coluna lombar. Durante os exercícios reeducativos, deve a coluna manter-se em posição neutra ou deve estar completamente deslordosada?...
Efectivamente, esta é uma questão que contrapõe a reeducação postural e o Pilates clássicos à reeducação postural e ao Pilates modernos. As escolas clássicas de Pilates e de reeducação postural (neste caso, referimo-nos ao método Mézières) fazem uso de uma filosofia de deslordose total da coluna lombar. Assim sendo, nas diversas posições de tratamento, a curvatura lombar deverá ser apagada, o que coloca as estruturas sob uma tensão determinante. As escolas modernas de Pilates e de reeducação postural (aqui referimo-nos, portanto e mais explicitamente, à Reeducação Postural Global e ao Stretching Global Activo de Souchard), a coluna lombar é mantida numa posição neutra, o que possui vantagens funcionais adicionais.
A questão envolvida no tipo de alinhamento preferencial da coluna lombar está longe de permanecer resolvida. Acontece que, na realidade, a deslordose constitui a posição de máximo distanciamento vertebral e de máximo alongamento muscular lombar, sendo que a citada posição apresenta vantagens enormes no respeitante à consecução de um alongamento ou tensão acrescidos. Entretanto, os proponentes da “coluna neutra” argumentam que tal nível de “tensão” é algo excessivo e que, em termos funcionais, a posição de coluna neutra é aquela que se apresenta como mais vantajosa.
Ora, no meio desta dialéctica qual é a minha opinião particular?... Em termos gerais, não posso deixar de concordar com ambas as perspectivas, pelo que tendo a trabalhar tanto com a coluna neutra como com a coluna deslordosada, dependendo da posição do indivíduo. Por exemplo, em decúbito dorsal, para mim, a coluna lombar deve permanecer completamente apoiada no colchão, principalmente porque, a partir do momento em que os joelhos se apresentam flectidos, a manutenção da coluna em posição neutra representa um desafio demasiadamente grande para o sujeito. Em decúbito ventral, também sou adepto da total deslordose, conseguida pela colocação de uma toalha dobrada ou almofada por debaixo do ventre. Por outro lado, em decúbito lateral, de gatas e nas posições de “prancha de dificuldade intermédia”, prefiro manter a coluna neutra, pois são posições de registo funcional acrescido. Mas, por exemplo, um indivíduo inexperiente que se aventure a fazer uma “prancha completa”, não o deverá fazer com a coluna neutra, pois rapidamente perde o neutro e cai para hiperlordose, sustentando-se nesse “tigre que temos nas costas” (Bertherat); isto se já não tiver compensado a tal “prancha” com um brilhante “triângulo” menos esforçado...Convido cada um a rever estes conceitos e a verificar as vantagens e desvantagens dos diversos alinhamentos. O meu “eclectismo de posições” coloca-me em risco de confundir os doentes ou alunos, pelo que não posso deixar de me manter bem seguro das minhas convicções e preferências.
Coluna lombar neutra (www.thepilatesman.com)
Coluna lombar apoiada

7 comentários:

Chris disse...

Olá. Quero apenas corrigir um pequeno detalhe, onde vc diz q a RPG mantém a coluna lombar em posição neutra, nas suas posturas. Apenas as posturas de bailarina e sentada mantêm a lombar neutra, para não correr o risco de cifosar. Já as posturas em DD, de pé mo meio e na parede, a lombar é delordosada sim.
De resto, parabéns pelo seu blog. É legal ver profissionais, como você, falando sobre diversos métodos sem fazer descaso ou desmerecer de nenhum deles.Também sou fisioterapeuta e trabalho com o método RPG.

Luís Coelho disse...

Muito obrigado pelo comentário. É absolutamente verdade aquilo que referiu. As posturas de pé e em DD do RPG também são em deslordose da coluna. Aí o RPG está em grande consonância com o método original (Mézières). E é também verdade que as posturas "bailarina" e "sentada" trabalham com a "coluna neutra". Não estou contra. Efectivamente o "risco de cifosar" a coluna tem que se diga, principalmente nos doentes com hérnias discais.

Chris disse...

É verdade,em pacientes com hérnias discais, realmente temos que ter cuidado redobrado para que a coluna não "cifose" nas posturas "sentada" e "bailarina", pois já são posturas que tendem a isto. Devemos sempre estar vigiando a lombar para mantê-la neutra o tempo todo. Um pequeno descuido e lá se vai todo um trabalho de um dia.
Abraços

Luís Coelho disse...

Acrescentaria só mais uma coisa, nomeadamente o facto de ser extremamente difícil ensinar as "posturas neutras" aos doentes. Realmente, a tentação dos mesmos é sempre de "fecharem a cadeia" dobrando a coluna. Sinto, muitas vezes, dificuldades em arranjar maneira de que compreendam o que é uma "coluna lombar neutra"; eles têm, aliás, muitas dificuldades em distinguir o movimento da coluna (dobrando ou esticando) do movimento da bacia (deixando a coluna numa posição neutra constante). Será que existe alguma metodologia que facilite a referida distinção?...

chris disse...

Oi, Luis
Só hoje vi seu comentário. Realemnte é dificil ensinar as posturas neutras aos pacientes, mas na RPG, qdo quermos que o pacte mantenha a coluna neutra, sempre pedimos que mantenha a bacia em posição neutra também, pois uma retro-versão ou ante-versão da bacia irá alterar a lordose lombar. Mas isto tudo é complicado, pois temos que lembrar da consciencia corporal que o paciente tem do proprio corpo e muitas vezes o que o ele entende e interpreta como posição neutra não é o que nós queremos como posiçao neutra. Na RPG tenho conseguido ensinar aos meus pacientes a manter a coluna lombar neutra, assim como a bacia também. Apesar das dificuldades deles entenderem isto e fazerem o q peço. Qtos aos outros métodos, não conheço nenhum que seja possivel esta distinção, pois estes outros eu só tenho as noções que são passadas durante a faculdade. Os únicos metodos que tenho maior aprofundamento são a RPG e o Maitland, mas este ultimo não trabalha com reeducção e sim com manipulações. Vou procurar saber se existe algum métdo que facilite esta distinção entre os movimentos da coluna e da bacia e te passo depois.

Anónimo disse...

Se vc deixar a pelve neutra do cliente e após colocar um rolinho de tecido na lombar irá projetar a imagem de coluna neutra. O corpo vai entender de tanto trabalhar nessa posição, qual é a posição neutra.
O que achou?

Anónimo disse...

Esqueci de meu apresentar, meu nome é débora e meu e-mail é de.fisioterapeuta@gmail.com

Att.